Storage Replica de Servidor para Servidor – Windows Server 2019 Standard

Você não estar lendo errado, o novo Windows Server 2019 Standard permite utilizar o Storage Replica assim como na versão Datacenter, porém, com algumas limitações:

  • SR replica um único volume em vez de um número ilimitado de volumes.
  • Servidores podem ter uma parceria em vez de um número ilimitado de parcerias.
  • Tamanho do volume é limitado a 2 TB em vez de um tamanho ilimitado.

Storage Replica é a tecnologia do Windows Server que permite a replicação de volumes entre servidores ou clusters para recuperação de desastres. Ele também permite que você estenda clusters de failover que abrangem dois sites, com todos os nós mantendo a sincronia.

A Storage Replica oferece suporte à replicação síncrona e assíncrona:
A replicação síncrona espelha os dados em um site de rede de baixa latência com volumes consistentes com falha para garantir perda zero de dados no nível do sistema de arquivos durante uma falha.

A replicação assíncrona espelha os dados entre locais além dos limites metropolitanos em links de rede com latências maiores, mas sem uma garantia de que os dois locais tenham cópias idênticas de dados no momento da falha.

A Storage Replica pode permitir o encerramento de sistemas de replicação de arquivos existentes, como a Replicação do DFS, que eram impostos como soluções de recuperação de desastre de baixo custo. Embora a Replicação do DFS funcione bem em redes com largura de banda extremamente baixa, sua latência é muito alta, sendo geralmente medida em horas ou dias. Isso é causado por seu requisito de fechamento de arquivos e seus limites artificiais para evitar o congestionamento da rede. Com essas características de design, os arquivos mais recentes e mais usados em uma réplica da Replicação do DFS são os que têm menor probabilidade de replicação. O Storage Replica opera abaixo do nível de arquivo e não tem essas restrições.

Por que usar o Storage Replica?
Imagina a seguinte situação, uma enchente em uma cidade, coisa muito comum de acontecer no Brasil, aonde existe várias empresas em áreas de alagamento, acontece que o seu datacenter fica submerso, sua empresa perde os dados contidos em seus servidores. O Storage Replica oferece a tranquilidade da perda zero de dados, com a capacidade de proteger os dados de forma síncrona em diferentes racks, andares, edifícios, municípios e cidades. Após um desastre, todos os dados existirão em outro lugar, sem possibilidade de perda. O mesmo se aplica antes de um desastre. A Storage Replica oferece a capacidade de alternar as cargas de trabalho para locais seguros antes das catástrofes, quando há um aviso com alguns instantes de antecedência (novamente, sem perda de dados).

A Storage Replica permite o uso mais eficiente de vários datacenters. Cluster estendido ou replicando, as cargas de trabalho podem ser executadas em vários datacenters para o acesso aos dados mais rápido por usuários e aplicativos com proximidade local, bem como melhor distribuição de carga e uso de recursos de computação. Se um desastre coloca um datacenter offline, você pode mover suas cargas de trabalho típicas para outro local temporariamente.
Esses são os cenários que você pode aplicar o Storage Replica:

Cluster estendido
Permite a configuração de computadores e o armazenamento em um único cluster, se por exemplo Belo Horizonte falhar, São Paulo vai assumir a operação do cluster. Essa configuração permite a replicação de formar síncrona ou assíncrona. Podemos utilizar Storage Space (Espaços de Armazenamento) com armazenamento SAS compartilhado, LUNs conectadas a SAN e iSCSI. Ele é gerenciado com o PowerShell e a ferramenta gráfica do Gerenciador de Cluster de Failover e permite failover de carga de trabalho automatizado.

 

 

 

 

 

Cluster para Cluster
Permite a replicação entre dois clusters separados, em que um cluster é replicado de forma síncrona ou assíncrona com outro cluster. Esse cenário permite a utilizar Storage Space Direct (Espaços de Armazenamento Diretos), Storage Space (Espaços de Armazenamento) com armazenamento SAS compartilhado, LUNs conectadas a SAN e iSCSI. Ele é gerenciado com o PowerShell e a Ferramenta de Gerenciamento de Servidor e requer intervenção manual para failover.

 

 

 

 

 

Servidor para servidor
Este é o que vamos aprender a implantar, permite a replicação síncrona e assíncrona entre dois servidores autônomos. Podemos utilizar Storage Space (Espaços de Armazenamento) com armazenamento SAS compartilhado, LUNs conectadas a SAN e iSCSI e unidades locais. Ele é gerenciado com o PowerShell e a Ferramenta de Gerenciamento de Servidor e requer intervenção manual para failover.

 

 

 

 

 

Requisitos geral para o Storage Replica
Floresta de Active Directory Domain Services.
Storage Space (Espaços de Armazenamento) com JBODs de SAS, Storage Space Direct (Espaços de Armazenamento Diretos), fibre channel de SAN, VHDX compartilhado, iSCSI de destino ou armazenamento SCSI/SAS/SATA local. SSD ou mais rápido recomendado para unidades de log de replicação. A Microsoft recomenda que o armazenamento de log seja mais rápido do que o armazenamento de dados. Volumes de log nunca devem ser usados para outras cargas de trabalho.
Pelo menos uma conexão de Ethernet/TCP em cada servidor para replicação síncrona, mas, preferencialmente, RDMA.
Pelo menos 2 GB de RAM e dois núcleos por servidor.
Uma rede entre servidores com largura de banda suficiente para conter a carga de trabalho de gravação de E/S e uma média de 5 ms ou menos de latência de viagem de ida e volta, para replicação síncrona. A replicação assíncrona não tem uma recomendação de latência.
 
Agora vamos aos requisitos para implantação do Storage Replica de Servidor para Servidor.
Floresta dos Active Directory Domain Services (não precisa ser executada no Windows Server 2016).
Dois servidores com Windows Server 2016 ou 2019 Datacenter ou Windows Server 2019 Standard instalado.
Dois conjuntos de armazenamento, usando JBODs SAS, SAN fibre channel, Destino iSCSI ou armazenamento SCSI/SATA local. O armazenamento deve conter uma mistura de mídias HDD e SSD. Você disponibilizará cada conjunto de armazenamento apenas para cada um dos servidores, sem acesso compartilhado.
Cada conjunto de armazenamento deve permitir a criação de pelo menos dois discos virtuais, um para dados replicados e outro para logs. O armazenamento físico deve ter os mesmos tamanhos de setor em todos os discos de dados. O armazenamento físico deve ter os mesmos tamanhos de setor em todos os discos de logs.
Pelo menos uma conexão de Ethernet/TCP em cada servidor para replicação síncrona, mas, preferencialmente, RDMA.
Regras de firewall e roteador apropriadas para permitir ICMP, SMB (porta 445, além de 5445 para SMB Direct) e tráfego bidirecional de WS-MAN (porta 5985) entre todos os nós.

Uma rede entre servidores com largura de banda suficiente para conter a carga de trabalho de gravação de E/S e uma média de =5 ms de latência de viagem de ida e volta, para replicação síncrona. A replicação assíncrona não tem uma recomendação de latência.

O armazenamento replicado não pode ser aplicado na unidade que contém a pasta do sistema operacional Windows.
Muitos desses requisitos podem ser determinados usando Test-SRTopology cmdlet. Você obtém acesso a essa ferramenta se instalar os recursos Ferramentas de Gerenciamento de Storage Replica ou Storage Replica em pelo menos um servidor. Não é necessário configurar a Storage Replica para usar essa ferramenta, apenas para instalar o cmdlet. Mais informações estão incluídas nas etapas abaixo.

Script

Test-SRTopology
Escrevi um manual de como executar o teste utilizando o comando Test-SRTopology, também para facilitar há um script com todos os comandos do Test-SRTopology. Acesse o GitHub e baixe o manual e o script.

Scripts do Storage Replica

Acesse o GitHub e baixe todos os scripts sobre o Storage Replica – Servidor para Servidor.

 

Vídeo

 

 

 

 

Neste vídeo será demostrado de forma claro é objetiva como configurar o Storage Replica de Servidor para Servidor no Windows Server 2019 Standard, também será demostrado o seu gerenciamento pelo Powershell, Windows Admin Center, scripts criados para o gerenciamento do Storage Replica de Servidor para Servidor e uma simulação desastre.

 

Inscreva-se no meu canal do Youtube também, já chegamos a marca de 560 inscritos!

Mais uma vez o meu muito obrigado!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    © 2019 All Rights Reserved. Cooperati. 

    Deseja uma consultoria especializada?