Vamos aprender VDI? Virtualização de Desktops


Pessoal,
Faz um tempo que estou estudando sobre VDI. Para quem não sabe o que é, Virtual Desktop Infrastructure, trata-se da técnica de entregar os desktops para os usuários de forma virtualizada. Ou seja, o Windows do usuário não está instalado na máquina dele, mas sim no seu Hyper-V.
O seu Hyper-V (ou outro virtualizador) ficará repleto de desktops dos usuários. Cada um irá logar em seu respectivo desktop, através de algum thinclient (ja ví até projetos com ipad) ou máquina normal, que somente será o “connector” para o ambiente do usuário.
Mas, o que isso difere de um RDS (antigo TS) comum? Difere que o usuário vai ter acesso a um Windows 7 real. Será a máquina dele, com os programas dele!
A maior barreira para o avanço dos thinclients é a péssima recepção dos usuários. Com o avanço do VDI, isso vai mudar. E não só isso, o VDI traz outras vantagens, como:

  • Imagem única – Com discos diferenciais e imagem centralizada, somente uma imagem de Windows 7 pode ser utilizada, liberando um espaço precioso e facilitando a manutenção de service packs e atualizações de softwares.
  • POOL de Desktop Público – Você pode ter várias máquinas virtuais com um modelo fixo, a cada vez que o usuário fizer logoff a máquina é restaurada para o estado padrão. Ideal para setores padronizados e usuários com perfis virtualizados. (perfis móveis ou redirecionados)

Mas chega de ficar falando, você precisa começar a testar para evoluir organicamente. Uma coisa que me atrasou demais foi que os documentos da Microsoft tentavam te enfiar 10 litros de conhecimento VDI de uma só vez! Aí você olha aquele monte de novidade, não entende nada e fica frustrado!
Primeiro, consiga um desktop ou servidor que tenha suporte ao Hyper-V e com o 2008 R2 instalado (pode ser em dual boot). E comece o seu laboratório:
http://cooperati.com.br/2010/10/18/laboratrio-de-vdi-com-apenas-um-servidor-e-2gb-de-ram/
Depois, vá evoluindo com os outros posts:
http://cooperati.com.br/2010/11/01/alta-disponibilidade-em-vdi/ (conteúdo teórico)
http://cooperati.com.br/2010/11/21/usando-o-hyper-v-r2-server-em-uma-estrutura-de-vdi/
http://cooperati.com.br/2011/01/22/plugin-de-vdi-para-o-system-center-virtual-machine-manager/
http://cooperati.com.br/2011/02/08/tunning-do-system-center-virtual-machine-manager-para-trabalhar-com-vdi/
http://cooperati.com.br/2011/05/02/aprimorando-o-acesso-dos-usuarios-ao-remoteapp-e-ao-vdi-sso-logon-unico-no-web-access/

    Comments

    1. Avatar for Rafael Bernardes Geraldo L Freiman Jr : 2 de maio de 2011 at 9:28 am

      Excelente tutorial Bernardes, estava mesmmo precisando de informações.
      Abs

    2. ÓTIMA DICA, era tudo que eu precisa, tem até a ordem a seguir
      Muito bom mesmo
      Parabéns Rafael
      Abs

    3. o ultimo link nao esta funcionando

    4. Prezado Bernardes, ficou muito bom material conseguir concluir com sucesso, o que não consegui realizar foi disponibilizar os softwares, la no Gerenciador de RemoteApp acrescentei os softwares em Programas RemoteApp, porém quando logo onde tem o link para conectar na maquina, não aparece também os softwares que posso rodar, como consigo publicar isto ?

    5. Rafael, estas opções podem ser usadas também no Hyper-V (a versão gratuita) puro, sem o Windows Server ou ele precisa do Windows Server como a base para rodar alguma aplicação especifica?
      Achei bem interessante seu artigo e da organização que você deu (de todos os artigos do portal que tratam deste assunto) para facilitar o estudo de quem está buscando este tipo de conteúdo. Parabéns.

    6. Muito Bom , a dica de VDI.
      Recomendo também os estudos de VDI do MVA – Microsoft Virtual Academy.
      Grande Abraço.
      Emerson S. Gaudencio

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    © 2019 All Rights Reserved. Cooperati. 

    Deseja uma consultoria especializada?