CooperaTI https://cooperati.com.br O seu portal de estudo Sat, 31 Aug 2019 15:16:41 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=5.2.2 https://cooperati.com.br/wp-content/uploads/2019/07/favicon-134x150.png CooperaTI https://cooperati.com.br 32 32 Instalação do Recurso de compatibilidade de aplicativo do Server Core sob demanda (FOD) – Windows Server 2019 https://cooperati.com.br/2019/08/fod-2019/ https://cooperati.com.br/2019/08/fod-2019/#respond Wed, 28 Aug 2019 11:00:23 +0000 http://cooperati.com.br/?p=25537 O título é extenso, o nome é complicado, mas não se preocupe, pois eu vou descomplicar! Neste artigo, explico tudo sobre FOD (Installing Features on Demand) e suas principais vantagens.   Um pouco da história do Windows Server Core O Windows Server sem interface gráfica, o famoso Windows Server Core, chegou com o lançamento do Windows Server 2008. Ele fornece um ambiente de servidor com funcionalidades reduzidas. As vantagens de utilizar um Windows Server Core são: reduz o número de atualizações; consequentemente, torna a manutenção mais fácil; por ter menos portas abertas, reduz a superfície de ataque; reduz o uso de memória e disco. Toda a configuração e manutenção são feitas inteiramente através de janelas de interface de linha de comando ou conectando-se à máquina remotamente, com o Microsoft Management Console (MMC), as ferramentas de administração de servidor remoto e o PowerShell.   Níveis de configuração   À medida que as implementações do Server Core amadureceram, evoluíram de uma opção de instalação para um nível de configuração.   Windows Server 2008 Primeira versão do Windows Server Core.   Windows Server 2008 R2 Versão do Server Core que inclui um subconjunto NET Framework e Windows Powershell 2.0. É também a primeira versão do Server Core em que o Microsoft SQL Server pode ser instalado.   Windows Server 2012 Primeira versão do Windows Server que poderia alterar entre a versão com a interface gráfica e outra versão, sem a necessidade de reinstalar o sistema operacional. Também lançou uma nova opção de instalação minimal server interface, permitindo que alguns elementos GUI, como o MMC e o Server Manager, fossem executados, mas sem o desktop normal, shell ou programas padrão como o File Explorer. A “interface mínima do servidor” é na verdade uma função de servidor (Server-Gui-Mgmt-Infra), a versão GUI completa também contém a...

Leia mais

O post Instalação do Recurso de compatibilidade de aplicativo do Server Core sob demanda (FOD) – Windows Server 2019 apareceu primeiro em CooperaTI.

]]>
https://cooperati.com.br/2019/08/fod-2019/feed/ 0
Sistema de Help Desk: benefícios e cuidados ao escolher um https://cooperati.com.br/2019/08/sistema-de-help-desk/ https://cooperati.com.br/2019/08/sistema-de-help-desk/#respond Wed, 07 Aug 2019 12:16:03 +0000 http://cooperati.com.br/?p=24778 Muitos gestores já entendem que um sistema de Help Desk é algo positivo para uma empresa. Contudo, você sabe, exatamente, quais são os benefícios que um sistema desses pode trazer para a sua gestão de TI? E, ainda, sabe quais cuidados você deve ter para escolher o melhor sistema de Help Desk para a sua operação?  No nosso artigo de hoje iremos falar tudo o que você precisa saber sobre esse assunto. Se você ainda tem alguma dúvida, continue a leitura e aprenda mais.  O que é um sistema de Help Desk? Bom, para iniciarmos o assunto, nada melhor do que falarmos um pouco sobre o conceito de um sistema de Help Desk, não é mesmo?  A tradução literal do termo Help Desk, que vem do inglês, significa: balcão de ajuda. Sendo esse, a ajuda, o principal objetivo de qualquer sistema desse tipo.  Logo, um Sistema de Help Desk é um software rescom a popularização do termo e de sistemas desse tipo, empresas fora do ramo da Tecnologia de Informação também passaram a fazer o seu uso. Tendo em vista que o objetivo primário de um sistema deponsável por centralizar todas as solicitações de ajuda enviadas pelos usuários em uma plataforma digital e auxiliar naEntretanto,  Help Desk é garantir um melhor suporte para os seus clientes, é importante que empresários de diferentes segmentos do mercado tenham consciência de o que esse tipo de sistema pode oferecer para uma empresa.  O que faz, então, um sistema de Help Desk?  Bom, para você entender melhor o que é um sistema de Help Desk, vamos falar sobre o que esse tipo de sistema, de fato, faz.  O sistema de Help Desk irá administrar, em apenas uma plataforma, todos os pontos de contato com os usuários.  Dessa forma, o atendimento será automatizado por meio de...

Leia mais

O post Sistema de Help Desk: benefícios e cuidados ao escolher um apareceu primeiro em CooperaTI.

]]>
https://cooperati.com.br/2019/08/sistema-de-help-desk/feed/ 0
Azure Bastion – Maior segurança no acesso as máquinas virtuais do Azure https://cooperati.com.br/2019/08/azure-bastion/ https://cooperati.com.br/2019/08/azure-bastion/#respond Fri, 02 Aug 2019 18:16:07 +0000 http://cooperati.com.br/?p=24685 Para muitos administradores de TI ao redor do mundo, a conexão segura do ambiente externo com as suas cargas de trabalho e máquina virtuais na nuvem podem se tornar um grande desafio. A exposição de máquinas virtuais com endereços públicos, para promover acessos administrativos seja utilizando RDP ou SSH, pode reduzir significativamente a segurança e comprometer todo o seu ambiente na nuvem. Os protocolos RDP e SSH são fundamentais para a administração das cargas de trabalho, principalmente os ambientes provisionados no Azure. Atualmente para uma conexão segura os administradores tem usado algumas ferramentas e técnicas para minimizar esses riscos, como pro exemplo o Just in Time Access (vou falar mais sobre ele em outro post, OK!!) ou usando o um Jump Server ou Jump Box – que resumidamente é um servidor provisionado em uma rede isolada do ambiente de produção do Azure, e é utilizado como ponto de entrada. E pensando neste desafio que muitos administradores enfrentam diariamente, a Microsoft anunciou recentemente em versão Public Preview o Azure Bastion. O Azure Bastion é um PaaS (Plataform-as-a-Service), que realiza a conexão com os servidores provisionados no Azure. Ele atua de maneira semelhante a um Jump Server, promovendo uma conexão RDP ou SSH de forma mais segura. Porém o Azure Bastion realiza esta conexão utilizando um browser. Vantagens do Azure Bastion RDP e SSH diretamente no portal do Azure: Uma sessão RDP ou SSH é disponibilizada diretamente através do portal do Azure. Sessão remota sobre SSL e passagem de firewall para RDP/SSH: O Azure Bastion utiliza um cliente Web baseado em HTML5 que é automaticamente transmitido para o seu dispositivo, você obtém uma sessão RDP/SSH sobre o protocolo SSL utilizando a porta 443 Não é necessário IP público na VM do Azure: Com o Azure Bastion você pode ser conectar utilizando diretamente...

Leia mais

O post Azure Bastion – Maior segurança no acesso as máquinas virtuais do Azure apareceu primeiro em CooperaTI.

]]>
https://cooperati.com.br/2019/08/azure-bastion/feed/ 0
Implantação e configuração de um Cluster de Failover https://cooperati.com.br/2019/07/ha-ws-2019/ https://cooperati.com.br/2019/07/ha-ws-2019/#comments Mon, 29 Jul 2019 11:00:49 +0000 http://cooperati.com.br/?p=24619 Você, que está começando a se aventurar no universo de alta disponibilidade (High-Availability), vai aprender aqui como implantar e configurar um Cluster de Failover.  Mas o que é Alta Disponibilidade (HA:High-Availability)? É um sistema informático resistente a falhas de hardware, software e energia, que tem como objetivo manter os serviços disponibilizados o máximo de tempo possível. Existem vários sistemas operacionais que fazem HA, mas o foco deste artigo é o Cluster de Failover usando o sistema operacional Windows Server 2019.  Cluster de Failover – Windows Server Existem alguns elementos convencionais em um Cluster de Failover – Windows Server. São eles:   Nó (Node) Cada servidor que faz parte do Cluster de Failover recebe o nome de Nó (Node). As funções do cluster são executadas nos nós.   Funções (Roles) Cada Cluster de Failover pode ter mais de uma função sendo executada ao mesmo tempo. Se um servidor clusterizado falha ao executar a função, outro servidor clusterizado inicia a função automaticamente. Este processo é conhecido como Failover. Exemplo: Posso ter um Cluster de Failover com duas funções, sendo ambas funções no mesmo cluster: um Cluster de Failover de Máquinas Virtuais (Hyper-V) e um Cluster de Failover de DHCP. Essa são as funções de Cluster de Failover disponível no Windows Server 2019:     Armazenamento (Storage) O armazenamento é parte crucial em um cluster. Todo armazenamento do Cluster de Failover é feito nele. O armazenamento compartilhado é um requisito do recurso Failover Clustering. Todos os nós devem ter acesso ao armazenamento compartilhado. O Windows Server 2016 e 2019 dá suporte a várias tecnologias de armazenamento compartilhado, incluído as seguintes: Fibre Channel, Serial Attached SCSI (SAS) e Internet SCSI (iSCSI).   Volumes Compartilhados do Cluster (CSV) Os Volumes Compartilhados do Cluster (CSV) permitem que vários nós em um Cluster de Failover tenham simultaneamente...

Leia mais

O post Implantação e configuração de um Cluster de Failover apareceu primeiro em CooperaTI.

]]>
https://cooperati.com.br/2019/07/ha-ws-2019/feed/ 2
Diversão Levada a Sério na Game XP com a Infraestrutura da Oi Empresas! https://cooperati.com.br/2019/07/gamexp/ https://cooperati.com.br/2019/07/gamexp/#comments Thu, 25 Jul 2019 22:39:07 +0000 https://cooperati.com.br/?p=24309 A convite da Game XP, fui conhecer a infraestrutura em TI do evento deste para 20.000 pessoas por dia. A equipe da Oi me contou com detalhes como é mantida uma operação assim! Atenção: Esta não é uma matéria paga! Não ganhei nada para escrever este texto e nem fui convidado pela Oi, mas realmente fiquei surpreso com a qualidade da rede deles e decidi compartilhar com vocês por aqui.   Imagina um centro de operações composto de 12 telas de monitoramento, por onde é possível observar em tempo real tudo o que acontece no evento, um link de dados de 12 Gbps, entregues em 26 km de fibra ótica, mas com o principal consumo disso feito por wireless, com suporte a 300.000 conexões simultâneas e 148 APs espalhados pelo evento. Foi com essa incrível estrutura que me deparei quando cheguei lá. O interessante é que nenhuma rota é única, tudo é redundante nesta estrutura preparada pela Oi. O Gustavo Brambila (Diretor de Infra) me disse que a disponibilidade tem que ser sempre de 100%. Em poucas palavras, o que encontrei foi um alto nível de profissionalismo que faz jus à um evento de grande porte. Por fora, o Game XP é um evento de cosplay, jogos e diversão, mas nos bastidores tem muita tecnologia e profissionais especializados. Não há como aceitar downtime em um evento como esse. Toda tecnologia e todos os profissionais precisam estar preparados para resolver qualquer problema antes que o público perceba. Esse nível de atenção é possível graças à soma: monitoramento + alta disponibilidade. Pense só: quantos terabytes devem trafegar durante o evento? Quantos equipamentos ativos (e reservas) devem ter sido disponibilizados para isso? Na edição anterior foram mais de 30 terabytes. Nesta edição a expectativa é bem maior! Eu pude observar isso na prática!...

Leia mais

O post Diversão Levada a Sério na Game XP com a Infraestrutura da Oi Empresas! apareceu primeiro em CooperaTI.

]]>
https://cooperati.com.br/2019/07/gamexp/feed/ 3
Migrando Active Directory Windows Server 2008 para Windows Server 2019 (Migrando FRS para DFSR) https://cooperati.com.br/2019/05/migrando-active-directory-windows-server-2008-para-windows-server-2019-migrando-frs-para-dfsr/ https://cooperati.com.br/2019/05/migrando-active-directory-windows-server-2008-para-windows-server-2019-migrando-frs-para-dfsr/#comments Mon, 27 May 2019 11:00:17 +0000 http://cooperati.com.br/?p=21447 ​Nesse artigo vamos mostrar como migrar o seu Active Directory Windows Server 2008, que ainda possui a tecnologia de replicação Sysvol FRS. Quando tentamos migrar para o Windows Server 2019, encontramos um erro ao tentar colocá-lo como domínio adicional.  Veja abaixo o erro encontrado: Entre no controlador de domínio principal e vamos digitar o comando abaixo, para testarmos se a replicação da pasta Syvol está funcionando corretamente. Configura o resultado na imagem abaixo:  Dcdiag /e /test:sysvolcheck /test:advertisingSe não houver nenhum erro, continue o processo. Agora, vamos rodar o primeiro passo para nossa migração. Rode o seguinte comando abaixo:  Dfsrmig /setglobalstate 1 Depois de alguns minutos, rode o comando abaixo para verificarmos como está o andamento da migração:  Dfsrmig /getmigrationstate Vamos agora rodar o próximo passo com o comando abaixo:   Dfsrmig /setglobalstate 2 Rode novamente o comando para verificarmos o status da replicação:   Dfsrmig /getmigrationstate Veja que a migração ainda não atingiu um estado consistente em todos os controladores. Rode o comando depois de 5 minutos e veja se o mesmo conclui o processo. Por último rode o abaixo:  Dfsrmig /setglobalstate 3 Rode novamente o comando de migration state. Após alguns minutos o processo foi finalizado.  Veja abaixo o processo de estado concluído com sucesso: Agora acesso o servidor Windows Server 2019 que será replicado e veja se o processo de verificação inicial será corrigido. Veja que na imagem abaixo que a etapa já foi passada e corrigida. Esperamos que esse pequeno artigo ajude todos aqueles que enfrentarem esse erro ao replicar o Windows Server 2019 a partir do Windows Server 2008 Server. A tecnologia de replicação FRS não é mais utilizada e a sua última versão ficou no Windows Server 2008. Grande abraço para todos e até o próximo artigo.

O post Migrando Active Directory Windows Server 2008 para Windows Server 2019 (Migrando FRS para DFSR) apareceu primeiro em CooperaTI.

]]>
https://cooperati.com.br/2019/05/migrando-active-directory-windows-server-2008-para-windows-server-2019-migrando-frs-para-dfsr/feed/ 2
Trilha de Estudos de Segurança Microsoft https://cooperati.com.br/2019/05/trilha-de-estudos-de-seguranca-microsoft/ https://cooperati.com.br/2019/05/trilha-de-estudos-de-seguranca-microsoft/#respond Thu, 16 May 2019 11:53:24 +0000 http://cooperati.com.br/?p=21442 Material que faço questão de compartilhar com a comunidade Cooperati sobre a trilha de Segurança da Informação Microsoft. O Fernando Andreazi trouxe  a lista baseada na Mark’s List (de Mark Simos) mostrando um caminho a ser seguido para quem busca especialização nas soluções de segurança existentes dentro do portfolio Microsoft 365. Espero que gostem: Inspirado no post do meu colega de trabalho Mark Simos, que é Architect Lead no time de Enterprise Security e referência em Cybersecurity, eu crie esse post onde compartilho os principais links, canais e referências para você parceiro e/ou cliente explorar o extenso portfólio de soluções de segurança Microsoft. O path learning que compartilho aqui é baseado única e exclusivamente no meu conhecimento e minhas experiencias trabalhando com as soluções Microsoft. Convido as todos que lerem esse post a me enviarem sugestões de treinamento que me permita atualizar esse post. Feedbacks são bem-vindos também 🙂  Certificação A Microsoft recentemente disponibilizou recentemente diversas certificações relacionadas a segurança, abaixo o link para você explorar algumas dessas certificações: https://www.microsoft.com/en-us/learning/microsoft-365-exams.aspx  Destaco os exames MS-100: Managing Office 365 Identities and Requirements,  MS101: Microsoft 365 Mobility and Security e MS500: Microsoft 365 Security Administration. Todo o conteúdo compartilhado abaixo vai te ajudar a se preparar para estes exames, entretanto a Microsoft também oferece cursos oficiais para cada um deles. Também é possível explorar certificações com foco em segurança no Windows 10, Windows Server 2016 e Microsoft Azure.  First step! Para entender as soluções de segurança Microsoft e principalmente o posicionamento e estratégia no mercado, recomendo o treinamento Microsoft CISO Workshop. Nesse treinamento é possível entender claramente nossa estratégia colocada nos pilares de: Identity & Access Management, Threat Protection, Infomation Protection e Security Management.  https://aka.ms/CISOWorkshop  Microsoft Professional Program in Cybersecurity O EDX oferece um programa completo de capacitação em segurança no qual recomendo como uma extensão do...

Leia mais

O post Trilha de Estudos de Segurança Microsoft apareceu primeiro em CooperaTI.

]]>
https://cooperati.com.br/2019/05/trilha-de-estudos-de-seguranca-microsoft/feed/ 0
Hyper-V Réplica na “unha” – Windows Server 2019 https://cooperati.com.br/2019/04/hyper-v-replica-na-unha/ https://cooperati.com.br/2019/04/hyper-v-replica-na-unha/#respond Tue, 16 Apr 2019 11:00:31 +0000 http://cooperati.com.br/?p=24812 Depois dois artigos publicados sobre Hyper-V Réplica chegou a hora de aprofundar ainda mais no assunto Hyper-V Réplica. Se você perdeu os artigos anteriores sobre Hyper-V Réplica acesse os links abaixo: Hyper-V Réplica em Workgroup – Windows Server 2019 https://cooperati.com.br/hyper-v-replica-em-workgroup-windows-server-2019/ Hyper-V Réplica em Domínio com certificado SSL – Windows Server 2019 https://cooperati.com.br/hyper-v-replica-em-dominio-com-certificado-ssl-windows-server-2019/   Hoje vamos aprender habilitar e gerenciar o Hyper-V Réplica na “unha”, isto é, utilizando o Powershell. Mas porque utilizar o Powershell para habilitar gerenciar o Hyper-V Réplica? Imagina ter que habilitar o Hyper-V Réplica em vários servidores com várias máquinas virtuais, fazer isto manualmente seria um trabalho ardo, utilizando o Powershell você pode automatizar esta tarefa.   Script O script apresentado no vídeo estar disponível para download aqui no meu GitHub. Todo o script têm a explicação de todos os comandos.   Utilizei todos os link abaixos como referencias para elaboração do script. Comando: Set-VMReplicationServer https://docs.microsoft.com/en-us/powershell/module/hyper-v/set-vmreplicationserver?view=win10-ps Comando: Set-VMReplication https://docs.microsoft.com/en-us/powershell/module/hyper-v/set-vmreplication?view=win10-ps Comando:  Get-VMReplication https://docs.microsoft.com/en-us/powershell/module/hyper-v/get-vmreplication?view=win10-ps Comando: Start-VMFailover https://docs.microsoft.com/en-us/powershell/module/hyper-v/start-vmfailover?view=win10-ps Comando: Import-VMInitialReplication https://docs.microsoft.com/en-us/powershell/module/hyper-v/import-vminitialreplication?view=win10-ps Comando: Start-VMInitialReplication https://docs.microsoft.com/en-us/powershell/module/hyper-v/start-vminitialreplication?view=win10-ps Comando: Enable-VMReplication https://docs.microsoft.com/en-us/powershell/module/hyper-v/enable-vmreplication?view=win10-ps Todos os comandos do Hyper-V podem ser consultados através do link abaixo: https://docs.microsoft.com/en-us/powershell/module/hyper-v/?view=win10-ps   Vídeo           Segue a lista dos comandos apresentados no vídeo: Instalação da Função de Hyper-V e File Service, ambiente sem domínio – Windows Server 2016, 2019 ou Hyper-V 2016 ou 2019. Renomear o hostname do servidor. Ingressar o servidor ao domínio. Criar as pastas para armazenamento do Hyper-V. Alterar o local padrão de armazenamento das configurações de máquinas virtuais e VHDXs do Hyper-V. Criar o adaptador de rede virtual. Criação da máquina virtual. Habilitando a réplica do Hyper-V em cada host do Hyper-V. Liberação das portas do firewall dos servidores primário e réplica do Hyper-V Réplica. Permitir a replicação de uma máquina virtual. Realizar a replicação inicial da máquina virtual. Realizar importação da replicação inicial....

Leia mais

O post Hyper-V Réplica na “unha” – Windows Server 2019 apareceu primeiro em CooperaTI.

]]>
https://cooperati.com.br/2019/04/hyper-v-replica-na-unha/feed/ 0
Storage Space Direct (S2D) https://cooperati.com.br/2019/04/21390/ https://cooperati.com.br/2019/04/21390/#respond Wed, 03 Apr 2019 10:40:26 +0000 http://cooperati.com.br/?p=21390 Storage Space Direct (S2D): Simulando Remoção de Disco Nesse artigo vamos mostrar como o Storage Space Direct (S2D) se comparta, ao perder um disco físico dentro de um Cluster Hyper-V. Vamos entender um pouco do nosso ambiente de teste, sendo: Ambiente de Cluster com 4 nós; Duas placas de rede 10GB, Uma (1) Gerenciamento LAN (1) Uma para SMB; Quatro discos físicos 10GB para cada nó, totalizando 16 discos; Ambiente 100% virtualizado para homologação do S2D. Veja abaixo que temos um Pool de disco criado, contendo 16 discos físicos. Todos os discos estão online que com estado de saúde excelente.  Como estamos em um ambiente virtualizado, vamos abrir a console do Hyper-V Manager e forçar a remoção de um disco. Escolhemos o nosso nó 4 para simular essa configuração e vamos ver como irá se comportar o nosso Pool S2D. Selecionamos o disco 4 do nosso nó 4 e clicamos em remover. Voltamos a nossa console de gerenciamento Faiolver Cluster, e encontramos o estado do disco como “Desconhecido e Aviso”. Nesse momento, o nosso disco virtual continuou com acesso, sem perda de performance e parada inesperada. Vamos agora retornar o disco que foi removido: Selecionamos o mesmo disco que foi removido e clicamos em aplicar. Dentro de alguns segundos, o disco do nó 4 foi reajustado dentro do Pool S2D e voltou com sua saúde em 100%. Esperamos que esse artigo ajude todos os administradores que estão pensando em criar um Cluster com Storage Spaces Direct e precisam saber como será a manutenção do seu ambiente. Muitas tarefas o Windows Server 2016 e Windows Server 2019 fazem automaticamente e não é necessário nenhuma intervenção do Administrador.

O post Storage Space Direct (S2D) apareceu primeiro em CooperaTI.

]]>
https://cooperati.com.br/2019/04/21390/feed/ 0
Hyper-V Réplica em Domínio com certificado SSL – Windows Server 2019 https://cooperati.com.br/2019/02/hyper-v-replica-em-dominio-com-certificado-ssl-windows-server-2019/ https://cooperati.com.br/2019/02/hyper-v-replica-em-dominio-com-certificado-ssl-windows-server-2019/#respond Sat, 09 Feb 2019 10:00:29 +0000 http://cooperati.com.br/?p=21362 Olá, tudo bem pessoal? Vimos no artigo anterior Hyper-V Réplica em Workgroup – Windows Server 2019 todo o funcionamento do Hyper-V Réplica, neste novo artigo vamos demostrar como configurar o Hyper-V Réplica aumentando a sua segurança, utilizando um certificado SSL e também limitado a replicação em somente servidores específicos. Utilizar o Hyper-V Réplica em um ambiente de domínio facilita e muito o seu gerenciamento, pois, utilizamos Kerberos para autenticações dos servidores. Antigamente para geral um certificado para teste utilizarmos o MakeCert, mas ele ficou obsoleto, a Microsoft substituiu o MakeCert pelo cmdlet New-SelfSignedCertificate no qual é possível cria um certificado autoassinado para fins de teste.Maiores informações sobre o New-SelfSignedCertificate. Para um ambiente de produção e recomendado você instalar e configurar um servidor Active Directory Certificate Services. Maiores informações sobre Active Directory Certificate Services.   Script       Todos os scripts utilizados durante o vídeo, estão disponíveis no meu GitHub. Acesse aqui. Vídeo         Então não vamos perder mais tempo, direto para o vídeo. Será demostrado de forma clara e objetiva o passo a passo de como configurar o Hyper-V Réplica com certificado SSL.      Inscreva-se no meu canal do Youtube também, já chegamos a marca de 612 inscritos! Mais uma vez o meu muito obrigado!  

O post Hyper-V Réplica em Domínio com certificado SSL – Windows Server 2019 apareceu primeiro em CooperaTI.

]]>
https://cooperati.com.br/2019/02/hyper-v-replica-em-dominio-com-certificado-ssl-windows-server-2019/feed/ 0
Hyper-V Réplica em Workgroup – Windows Server 2019 https://cooperati.com.br/2019/01/hyper-v-replica-em-workgroup-windows-server-2019/ https://cooperati.com.br/2019/01/hyper-v-replica-em-workgroup-windows-server-2019/#respond Mon, 14 Jan 2019 10:00:34 +0000 http://cooperati.com.br/?p=21330 Olá pessoal, tudo bem? Hoje vamos falar o Hyper-V Réplicar, como funciona e demostrar sua implantação em um cenário sem domínio, em Workgroup (Grupo de Trabalho). Hyper-V Replica é parte integrante da função Hyper-V. Contribui para sua estratégia de recuperação de desastre replicando as máquinas virtuais de um servidor de host Hyper-V para o outro para manter suas cargas de trabalho disponíveis. Réplica do Hyper-V cria uma cópia de uma máquina virtual ao vivo para uma máquina virtual offline de réplica. Observe o seguinte: Hosts Hyper-V: servidores host principais e secundários podem ser fisicamente localizados ou em locais geográficos separados com replicação em um link WAN. Os hosts do Hyper-V podem ser independentes, agrupados ou uma mistura de ambos. Não há dependência do Active Directory entre os servidores e eles não precisam ser membros do domínio. Replicação e controle de alterações: quando você habilita a Réplica do Hyper-V para uma máquina virtual específica, a replicação inicial cria uma máquina virtual de réplica idêntica em um servidor host secundário. Depois disso, o rastreamento de alterações do Hyper-V Replica cria e mantém um arquivo de log que captura as alterações em um VHD de máquina virtual. O arquivo de log é reproduzido em ordem inversa para o VHD de réplica com base nas configurações de frequência de replicação. Isso significa que as alterações mais recentes são armazenadas e replicadas de forma assíncrona. A replicação pode ser por HTTP ou HTTPS. Replicação estendida: permite replicar uma máquina virtual de um host primário para um host secundário e replicar o host secundário para um terceiro host. Observe que você não pode replicar do host primário diretamente para o segundo e o terceiro. Esse recurso torna a Réplica do Hyper-V mais robusta para recuperação de desastres porque, se ocorrer uma interrupção, você poderá se recuperar da réplica primária e estendida. Você...

Leia mais

O post Hyper-V Réplica em Workgroup – Windows Server 2019 apareceu primeiro em CooperaTI.

]]>
https://cooperati.com.br/2019/01/hyper-v-replica-em-workgroup-windows-server-2019/feed/ 0
Storage Replica de Servidor para Servidor – Windows Server 2019 Standard https://cooperati.com.br/2018/12/storage-replica-server-to-server/ https://cooperati.com.br/2018/12/storage-replica-server-to-server/#respond Tue, 18 Dec 2018 10:00:54 +0000 http://cooperati.com.br/?p=21305 Você não estar lendo errado, o novo Windows Server 2019 Standard permite utilizar o Storage Replica assim como na versão Datacenter, porém, com algumas limitações: SR replica um único volume em vez de um número ilimitado de volumes. Servidores podem ter uma parceria em vez de um número ilimitado de parcerias. Tamanho do volume é limitado a 2 TB em vez de um tamanho ilimitado. Storage Replica é a tecnologia do Windows Server que permite a replicação de volumes entre servidores ou clusters para recuperação de desastres. Ele também permite que você estenda clusters de failover que abrangem dois sites, com todos os nós mantendo a sincronia. A Storage Replica oferece suporte à replicação síncrona e assíncrona: A replicação síncrona espelha os dados em um site de rede de baixa latência com volumes consistentes com falha para garantir perda zero de dados no nível do sistema de arquivos durante uma falha. A replicação assíncrona espelha os dados entre locais além dos limites metropolitanos em links de rede com latências maiores, mas sem uma garantia de que os dois locais tenham cópias idênticas de dados no momento da falha. A Storage Replica pode permitir o encerramento de sistemas de replicação de arquivos existentes, como a Replicação do DFS, que eram impostos como soluções de recuperação de desastre de baixo custo. Embora a Replicação do DFS funcione bem em redes com largura de banda extremamente baixa, sua latência é muito alta, sendo geralmente medida em horas ou dias. Isso é causado por seu requisito de fechamento de arquivos e seus limites artificiais para evitar o congestionamento da rede. Com essas características de design, os arquivos mais recentes e mais usados em uma réplica da Replicação do DFS são os que têm menor probabilidade de replicação. O Storage Replica opera abaixo do nível...

Leia mais

O post Storage Replica de Servidor para Servidor – Windows Server 2019 Standard apareceu primeiro em CooperaTI.

]]>
https://cooperati.com.br/2018/12/storage-replica-server-to-server/feed/ 0
COMO GERENCIAR APLICATIVOS MÓVEIS DE UM MODO PROFISSIONAL – Webcast com Thiago Guirotto https://cooperati.com.br/2018/12/como-gerenciar-aplicativos-moveis-de-um-modo-profissional-webcast-com-thiago-guirotto/ https://cooperati.com.br/2018/12/como-gerenciar-aplicativos-moveis-de-um-modo-profissional-webcast-com-thiago-guirotto/#respond Tue, 04 Dec 2018 09:00:40 +0000 http://cooperati.com.br/?p=21287 Nesta sessão, será apresentada a solução da Microsoft para gerenciamento de dispositivos móveis em sua organização, englobando proteção das informações, controle de aplicativos e muito mais. Solução ideal para manter um ambiente produtivo e seguro.

O post COMO GERENCIAR APLICATIVOS MÓVEIS DE UM MODO PROFISSIONAL – Webcast com Thiago Guirotto apareceu primeiro em CooperaTI.

]]>
https://cooperati.com.br/2018/12/como-gerenciar-aplicativos-moveis-de-um-modo-profissional-webcast-com-thiago-guirotto/feed/ 0
SERVIÇOS GERENCIADOS DE T.I – Webcast com Luis Montanari https://cooperati.com.br/2018/12/servicos-gerenciados-de-t-i-webcast-com-luis-montanari/ https://cooperati.com.br/2018/12/servicos-gerenciados-de-t-i-webcast-com-luis-montanari/#respond Mon, 03 Dec 2018 09:00:09 +0000 http://cooperati.com.br/?p=21283 Veremos nessa sessão como otimizar seus processos de suporte e garantir um crescimento sustentável de seu negócio. Veja as diferenças entre o modelo tradicional de suporte e o modelo proativo.

O post SERVIÇOS GERENCIADOS DE T.I – Webcast com Luis Montanari apareceu primeiro em CooperaTI.

]]>
https://cooperati.com.br/2018/12/servicos-gerenciados-de-t-i-webcast-com-luis-montanari/feed/ 0
Testando a Saúde do DFS (Distributed File System) https://cooperati.com.br/2018/11/testando-a-saude-do-dfs-distributed-file-system/ https://cooperati.com.br/2018/11/testando-a-saude-do-dfs-distributed-file-system/#respond Thu, 29 Nov 2018 09:30:52 +0000 http://cooperati.com.br/?p=21300 ​​Nesse artigo vamos mostrar como testar a saúde do seu DFS em um ambiente de produção. Muitos administradores utilizam esse serviço e sabem que o monitoramento precisa ser constante para evitar problemas nas replicações dos arquivos entre os servidores. Hoje existem poucas ferramentas para o monitoramento do DFS. A ferramenta nativa é uma solução rápida e prática. Vamos ver como ele funciona na prática. Com a sua console do DFS aberta, clique em “Create Diagnostic Report”, como mostramos na imagem abaixo: Você receberá três opção, sendo: Health Report Propagation Test Propagation Report Selecione “Health Report” para iniciar o processo de diagnóstico e depois clique em “Next”: Selecione o caminho desejado para salvar os relatórios e escolha um nome para o mesmo. Os nomes gerados automaticamente são excelentes, pois mostram a data que o relatório foi gerado. Geralmente, acrescentamos o horário, pois quando temos algum problema no DFS, são necessários a geração de muitos logs e dessa forma, a organização ficará excelente para sua análise. Selecione os servidores que desejam gerar o diagnóstico. No DFS servidores podem ter problemas isolados e os mais comuns são, bloqueio de portas em Firewall do Windows ou terceiros, ou até mesmo falha em seu DNS Server. Clique em “Next” para continuar o processo: Selecione a opção de Backlogged para recuperar atualizações pendentes entre dois computadores que participam da Replicação do Sistema de Arquivos Distribuídos (DFS). Cliquem em “Next” para continuar o processo: Confira o resumo de configurações para saber se está de acordo com todas as opções escolhidas e clique em “Create”: Pronto! Seu relatório está gerado e poderá ser analisado. Você encontrará arquivos com problemas de replicação, porcentagem de banda aplicada entre a replicação, arquivos conflitantes, entre outros… Esperamos que essa pequena dica ajude aos administradores que estão iniciando no mundo dereplicação DFS e acrescente conhecimento nos que já utilizam esse excelente serviço da Microsoft.

O post Testando a Saúde do DFS (Distributed File System) apareceu primeiro em CooperaTI.

]]>
https://cooperati.com.br/2018/11/testando-a-saude-do-dfs-distributed-file-system/feed/ 0
Simplificando o Deployment do Windows e aplicações usando o MDT – Webcast com Eduardo Sena https://cooperati.com.br/2018/11/simplificando-o-deployment-do-windows-e-aplicacoes-usando-o-mdt-webcast-com-eduardo-sena/ https://cooperati.com.br/2018/11/simplificando-o-deployment-do-windows-e-aplicacoes-usando-o-mdt-webcast-com-eduardo-sena/#respond Wed, 28 Nov 2018 09:00:21 +0000 http://cooperati.com.br/?p=21280 Veremos nessa sessão como podemos simplificar o processo de Deployment de Windows, Aplicações, drivers, etc dentro das empresas. Oferecendo a equipe de suporte uma solução completamente automatizada e um ambiente centralizado para criação e implantação de Imagens usando Microsoft Deployment Toolkit.

O post Simplificando o Deployment do Windows e aplicações usando o MDT – Webcast com Eduardo Sena apareceu primeiro em CooperaTI.

]]>
https://cooperati.com.br/2018/11/simplificando-o-deployment-do-windows-e-aplicacoes-usando-o-mdt-webcast-com-eduardo-sena/feed/ 0
Como economizar usando o Office 365 https://cooperati.com.br/2018/11/como-economizar-usando-o-office-365/ https://cooperati.com.br/2018/11/como-economizar-usando-o-office-365/#respond Tue, 27 Nov 2018 09:00:35 +0000 http://cooperati.com.br/?p=21277 Aprenda com o especialista Flávio Ferreira como apresentar o Office 365 como uma ferramenta de valor agregado para o seu cliente – Por que o Office 365 é ideal para a sua empresa – Quais são os pontos mais valorizados pelos clientes – Qual a melhor estratégia de apresentação dos produtos  

O post Como economizar usando o Office 365 apareceu primeiro em CooperaTI.

]]>
https://cooperati.com.br/2018/11/como-economizar-usando-o-office-365/feed/ 0
Primeiros Passos no Windows Server 2019 Essentials https://cooperati.com.br/2018/11/windows-server-2019-essentials/ https://cooperati.com.br/2018/11/windows-server-2019-essentials/#respond Mon, 26 Nov 2018 22:00:41 +0000 http://cooperati.com.br/?p=21243 Olá, tudo bem pessoal? As notícias sobre o Windows Server 2019 Essentials não são nada boas. Vários recursos foram preteridos, a começar pela função de experiência do Windows Server Essentials. A instalação da função experiência do Windows Server Essentials foi removido todos os SKUs de servidor, incluindo Windows Server 2019 Essentials. Isto significa que a Painel Administrativo Essentials que gerenciava o Windows Server Essentials não está presente e todo gerenciamento deve ser feito manualmente. Muitos empresários vão ficar decepcionado com a remoção deste Painel Administrativo Essentials, pois, justamente ele que facilitava o gerenciamento do servidor para empresas que não possui um setor de T.I para auxiliar, era fácil o seu gerenciamento, uma pessoa que tinha um pouco de conhecimento já conseguia gerenciar o servidor Windows Server Essentials. Com a remoção do Painel Administrativo Essentials outros serviços também não estão mais disponíveis, como o backup do cliente, no qual era possível executar um backup das estações de trabalho com apenas um comando no Painel de Administrativo Essentials. O Acesso remoto web também foi removido, então não será mais possível criar acesso remoto pela web. Comparativo entre versões Windows Server 2019 Essentials e Windows Server 2019 Standard Windows Server 2019 Essentials   (Funções do Windows Server 2019 Essentials) (Recusos do Windows Server 2019 Essentials) (Recusos do Windows Server 2019 Essentials) Windows Server 2019 Standard (Funções do Windows Server 2019 Standard) (Recursos do Windows Server 2019 Standard) (Recursos do Windows Server 2019 Standard)   Parece que o foco da Microsoft será em seu mais novo produto para atender pequenas empresas, o Microsoft 365. A Microsoft recomendável Microsoft 365 para pequenas empresas como um substituto para todas as versões do Windows Server Essentials. Microsoft 365 é uma solução moderna para colaboração e compartilhamento de arquivos e inclui o Office 365, Windows 10 e Enterprise Mobility + Segurança. Mais informações sobre o Microsoft...

Leia mais

O post Primeiros Passos no Windows Server 2019 Essentials apareceu primeiro em CooperaTI.

]]>
https://cooperati.com.br/2018/11/windows-server-2019-essentials/feed/ 0
Instalando pacote de idioma no Windows Server 2019 https://cooperati.com.br/2018/11/instalando-pacote-de-idioma-no-windows-server-2019/ https://cooperati.com.br/2018/11/instalando-pacote-de-idioma-no-windows-server-2019/#respond Mon, 19 Nov 2018 13:41:33 +0000 http://cooperati.com.br/?p=21209 Uma das mudanças que será vivenciadas por administradores de servidores Windows Server será a remoção do pacote de idiomas do Painel de Controle. No Windows Server 2016 a opção de adicionar idiomas fica no Painel de Controle, com a lançamento do Windows Server 2019 essa opção foi transferida para as Configurações do Windows.   (Idioma no Painel de Controle do Windows Server 2016)     (Idioma removido do Painel de Controle Windows Server 2019)   No Windows Server 2016 para instalar um idioma sempre foi bastante fácil, bastava clicar em Idioma (Language) depois clicar em Add a language (Adicionar idioma) preferido, depois estando conectado a internet, basta clicar em Options (Opções) e aguardar a verificação para iniciar o download do pacote de idioma escolhido. Pronto o resto o Windows Server se encarrega de fazer, mas claro que depois será necessário você selecionar o pacote idioma escolhido para ser aplicado ao sistema operacional.     (Download do pacote de idioma no Windows Server 2016)     No Windows Server 2019 a instalação de um pacote de idioma e bastante diferente, não é possível baixar e instalar o pacote de idiomas usando a opção Idioma dentro do aplicativo Configurações. (Idioma adicionado ao aplicativo Configurações no Windows Server 2019)     Para instalar um pacote de idiomas no Windows Server 2019 temos que usar o bom e velho aplicativo lpksetup.exe e baixar o CAB do pacote de idioma desejado. A Microsoft agora está disponibilizando o DVD ISO com vários idiomas, inclusive o idioma Português do Brasil. Clique aqui para baixar o DVD ISO com os pacotes de idiomas.   Agora vamos ao passo a passo para instalação do pacote de idioma Português do Brasil. 1. Após baixar o DVD ISO contendo todos os pacotes de idiomas, carregue o DVD. 2. Pressione a tecla no...

Leia mais

O post Instalando pacote de idioma no Windows Server 2019 apareceu primeiro em CooperaTI.

]]>
https://cooperati.com.br/2018/11/instalando-pacote-de-idioma-no-windows-server-2019/feed/ 0
Instalando e Configurando Remote Desktop Service no Windows Server 2019 https://cooperati.com.br/2018/11/instalando-e-configurando-remote-desktop-service-no-windows-server-2019/ https://cooperati.com.br/2018/11/instalando-e-configurando-remote-desktop-service-no-windows-server-2019/#respond Mon, 05 Nov 2018 09:00:17 +0000 http://cooperati.com.br/?p=21204 ​Nesse artigo vamos mostrar como instalar e configurar o serviço de Remote Desktop Service (Baseado em sessão) no Windows Server 2019. Muitos administradores ainda possuem dúvidas sobre como configurar o RDS e suas melhores práticas de implantação. Vamos citar abaixo alguns cuidados que devem ser tomados, antes de qualquer implantação desse excelente recurso, nativo no Windows Server. Implantação deverá ser efetuado em um “Membro de domínio” e não sobre um “Controlador de domínio”, por questão de segurança e também melhor gerenciamento do servidor de licenças; Utilizar Windows Server Standard. Não é necessário o versão Datacenter para efetuar a instalação completa desse recurso; Ter a saúde do seu controlador de domínio em 100% e suas resoluções de DNS funcionando perfeitamente; Possuir acesso à internet no servidor para ativação do licenciamento; Ter em mãos o licenciamento e conhecer qual tipo de foi adquirido pela sua organização; Criar perfil fechado via GPO, antes de liberar acessos aos clientes baseado em sessão; Possuir Windows ativado e atualizado. Vamos agora para a parte prática! Primeiramente abra o seu “Gerenciador de Servidores” e clique em “Adicionar Funções”: Clique em “Próximo”: Selecione a opção “Instalação de Serviços de Área de Trabalho Remota”, como mostra a imagem abaixo: Em nosso exemplo, selecionamos “Implantação Padrão”, onde permite instalar o serviço em diversos servidores. Caso o seu cenário seja simples, utilize um único servidor selecionando a opção “Início Rápido”: Para utilizarmos o serviço de Remote Desktop baseado em sessão, devemos selecionar a segunda opção, conforme imagem abaixo. Essa opção definirá a função do seu Remote Desktop Service, que aceitará conexões de clientes baseada em sessão (Área de Trabalho Remota). Cliquem em “Avançar”, para continuar o processo de implantação: Serão instalados 3(três) serviços, sendo: Agente de Conexão de Área de Trabalho Remota Acesso via Área de Trabalho Remota Host de Sessão da Área de Trabalho Remota Esses serviços poderão ser configurados, após toda a...

Leia mais

O post Instalando e Configurando Remote Desktop Service no Windows Server 2019 apareceu primeiro em CooperaTI.

]]>
https://cooperati.com.br/2018/11/instalando-e-configurando-remote-desktop-service-no-windows-server-2019/feed/ 0