Uma tarefa que pode salvar seu negocio

Olá Galera

Tudo bem?
Meu nome é Thiago Advincula e neste artigo quero falar de uma tarefa que nem todas as empresas executam, e as que executam nem todas validam constantemente!
Já descobriram do quer iremos falar?  Isso mesmo BACKUP (Cópia de Segurança)
Hoje existem diversas ferramentas de backup, porém muitas empresas ainda sofrem com a falta ou falha da cópia de segurança. Talvez haja dúvida de qual ferramenta utilizar e muitos falam de backup na nuvem como Microsoft Azure, Amazon e Google, e você se sente um pouco indeciso sobre qual ferramenta utilizar e por onde começar. Quero compartilhar aqui com vocês a forma que executo e aplico minha política de backup e sempre devemos aperfeiçoar.

O cliente que perdeu todas as informações.

No final do ano passado recebi uma ligação de uma empresa que recebeu uma indicação de um parceiro de negócios que gostaria de uma proposta para suporte técnico, pois estava insatisfeita com a empresa de TI que os estava atendendo, e após alguns contatos com este cliente realizamos nossa primeira visita para levantar algumas informações sobre a estrutura, e, conversando com a gerente da empresa para identificar as dores e o motivo da insatisfação, a mesma me informou que não existia nenhuma política de backup e muito menos backup, e que há um mês havia pegado um vírus que criptografou todas as informações do departamento de pessoal. No momento em que ouvi isso imediatamente veio a minha mente o famoso “Ransomware” caso não conheça o que é clique aqui!

Infelizmente o cliente perdeu as informações, a empresa de suporte técnico anterior não fazia backup e mesmo após executar diversos procedimentos para tentar reverter a situação, não obtiveram resultado e, infelizmente, o cliente teve que iniciar uma nova instalação, pior, praticamente começou do zero, pois havia muitos documentos impressos que foram utilizados como base para ir inserindo todas as informações.
-Isto gera uma frustração para o cliente, tanto é que acaba ficando com medo da tecnologia, e o pior de tudo é recorrer ao papel em dias de hoje.

Agora vamos começar a colocar mão na massa.

Primeiro devemos entender que a política de backup deve ser tratada de forma diferente para cada negócio, pois existem exigências e recursos diferentes em cada empresa, seja ela PME ou até grande porte, até mesmo onde o cliente está disposto a chegar ou pode chegar para manter suas informações seguras e disponíveis.

 

Não tem como fazer uma boa política de backup sem a participação do responsável da empresa, alguém que decide ou conhece muito bem os arquivos essenciais para empresa continuar trabalhando. Caso haja incidentes como queima de equipamento, falhas e até mesmo furto, devemos fazer algumas perguntas para iniciar a política de backup sendo essas as principais:
01 – Quais arquivos e Softwares cruciais para o bom funcionamento da empresa?
Essas informações devem ser obtidas com entrevistas ao gerente do negócio e as mesmas devem ser documentadas e atualizadas periodicamente, pois, independentemente do negócio, sempre existem novos arquivos cruciais para o negócio que devem ser incluídos em sua política de backup.
02 – Qual é a política de retenção destes arquivos?
Essas informações devem ser obtidas com entrevistas ao gerente do negócio, pois o mesmo deve decidir por quanto tempo quer as informações disponíveis. Tome cuidado também para não definir uma retenção pequena, pois, imagine que descobre após 3-4 meses que uma informação de sistema foi apagada acidentalmente e sua política de backup já sobrepôs os arquivos anteriores.

Recomendação: Somente aponte arquivos que realmente são necessários, porque quanto maior a quantidade de arquivo, maior será a quantidade de armazenamento para guardar essas informações. No caso do software, deve-se fazer contato com a empresa que o fornece e questionar os arquivos cruciais e a melhor pratica de como realizar a cópia do banco de dados ou arquivos dos sistemas, não simplesmente copiar a pasta do sistema inteiro.

03 – Quanto tempo sua empresa pode ficar sem esses Softwares e arquivos cruciais?
Essas informações devem ser obtidas com entrevistas ao gerente do negócio, e ela é importante pois define qual é o tempo aceitável para restauração de um arquivo ou servidor por completo e deve ser usada em seu planejamento de restauração.

04 – Quanto tempo de perda de informação é considera aceitável para seu negócio?
Essas informações devem ser obtidas com entrevistas ao gerente do negócio. Imaginando que atualmente sua política de backup esteja programada para ser realizada as 22 horas todos os dias, e em um belo dia seu cliente te liga informando que a empresa de software precisa do backup, pois o banco de dados foi corrompido (Deu aquele frio na barriga? rsrsrs) e quando você disponibiliza a cópia ele fala “Cadê as informações que lancei o dia inteiro? Perdi tudo? ” Nesta situação fica clara a importância da definição desta informação, documentação e acordo entre o negócio e a TI.

 

05 – Dados locais?
Quase sempre muito dos usuários salvam arquivos na máquina local e devem ser instruídos sempre a salvarem os arquivos no Servidor de arquivos, pois a maneira de deixar mas prática a tarefa de backup é centralizar os dados da rede. Está é uma avaliação que deve ser feita entre a equipe de TI e sempre conscientizando os funcionários a salvarem os arquivos na Rede.

Agora vamos falar um pouco sobre os tipos de backup.

Tipos Descrições Vantagens Desvantagens
Backup Completo (Full) Uma cópia normal de todos os arquivos selecionados. Você só precisa da cópia, mas recente do Backup para restaurar todos arquivos. É um tipo de BACKUP mais demorado para ser executado e também ocupará mais espaço em disco, se houve poucas alterações nos arquivos quase todos os backups serão idênticos.
Backup Diferencial Faz a cópia apenas das últimas alterações realizadas no arquivo com base no último backup completo (full). A restauração exige a mídia apenas do último backup completo e diferencial, fornece backup mais rápidos do que um backup normal. O tempo de restauração é maior do que o do backup completo. O processo de backup é mais lento do que o incremental
Backup Incremental

 

Faz cópia das últimas alterações relativas ao último backup. É o tipo de backup mais rápido, requer também menos armazenamento, o tempo de restauração é o mais rápido entre eles. Possível perda de dados

Agora vamos à prática.

No vídeo abaixo demonstro o recurso de Backup no Windows Server.

Deixem seus comentários,