Monitoramento infraestrutura – Primeiros passos – OpManager

opmanager_dashboard_api

Fiz alguns posts sobre o OpManager e agora irei falar um pouco sobre os primeiros passos antes da instalação e após também. Essas dicas/primeiro passos pode ser utilizado para qualquer ferramenta de monitoramento, estou dando ênfase no OpManager por conhecer e já ter trabalhado com ele.

  • Primeira coisa que temos ver é o nosso cenário:
    • Onde estão nossos dispositivos?
    • Todos na mesma rede?
    • Vamos monitorar as filiais?
    • Temos VPN ou vai ser a internet como meio de comunicação?
    • Range de IPs

Baseado nessas respostas iremos escolher a versão do OpManager, nesse link explico um pouco sobre a versão, inclusive a versão FREE que atende até 25 devices.

  • Segunda coisa a fazer é definir o que iremos monitorar:
    • Servidores
    • Firewall
    • Switchs
    • Ambientes virtuais HyperV e VMware
    • Impressoras
    • Workstations
      • Normalmente não são monitoradas, mas pode ter algum usuário VIP
    • Roteadores
    • Links
    • Wireless
    • Storage
    • NoBreaks
    • URLs
    • VOIP
    • Aplicações default do OpManager:
      • Active Diretory
      • Exchange
      • SQL Server

opmanager_snapshot_api  opmanager_snapshot_old_version

opmanager_snapshot_old_version

opmanager_active_diretory

Pode ser monitorado qualquer coisa que tenha IP, as métricas é que vão depender do equipamento, que normalmente podemos pegar através das MIBs. Irei comentar sobre isso nos próximos posts.

Na questão de aplicações o OpManger consegue monitorar essas três por default, mas é possível através de plugin do Application Manager monitorar muito mais, mas isso é assunto para outro post.

Definimos o que iremos monitorar, próximo passo é definir quais protocolos/credenciais iremos usar e a frequência desse monitoramento.

  • Podemos escolher trabalhar com todos esses:

o   SNMP v1/v2

o   SNMP v3

o   Windows/WMI

o   Telnet/SSH

o   VMware

o   UCS

  • Intervalo de monitoramento

o   Servidores: 5 minutos

o   Switch: 10 minutos

o   Firewall: 1 minuto

o   Fazer isso para todos os equipamentos

  • Para cada métrica de monitoramento teremos intervalos diferentes conforme a necessidade do ambiente:

o   Disk Utilization: 60 minutos

o   CPU Utilization: 15 minutos

o   Memory Utilization: 15 minutos

o   Fazer isso para todas as métricas utilizadas

Todas essas informações devem ser documentadas e aprovadas pelo cliente. Apesar que normalmente isso tudo é feito juntamente com o cliente, assim que finalizar essa primeira etapa é só enviar para ele por e-mail e deixar tudo documentado.

Com essas informações nosso próximo passo é adicionar no OpManager e realizar a varredura. Nesse momento estamos monitorando nossos dispositivos, nosso próximo passo agora é:

  • Criar grupos e organizar
  • Tipos de alertas
  • Definir os grupos de notificação
  • Preparar os diagramas e fazer upload
  • Montar os mapas
  • Criar campos personalizados
  • Definir processos que iremos monitorar
  • Logs que queremos ser alertados
  • Arquivos e pasta, monitorar?
  • Escalar Alarmes?
  • Manutenção programada
  • Gerenciamento de usuários
  • Relatórios

Mas isso será para próximo post, vejo vocês lá.

OpManager – Monitoramento de Rede – Eficiente e Econômico – FREE

OpManager – Licença FREE 25 devices