Nano Server

Neste post vou abordar uma das grandes novidades da Microsoft para a próxima versão do Windows Server, O Nano Server .

article

Basicamente trata-se de uma versão repaginada do Windows Server totalmente reestruturada e otimizada para rodar em nuvem, com agilidade e menor utilização de recursos.

Estruturado sob containers, vai possibilitar a instalação dos componentes necessários para operar um serviço e nada mais será exigido. O processo de instalação será através de pacotes standalone, teremos então uma diminuição no uso de armazenamento e intervenções menores durante a operação dos serviços.

Cenários

Além de performance o Nano Server tem foco em dois cenários diferentes:

1 – Cloud Apps

Neste cenário tem como objetivo suportar múltiplas linguagens de programação que vão rodar em cima dos containers, máquinas virtuais ou servidores físicos.

2 – Plataforma de Infraestrutura em Nuvem da Microsoft

Em um segundo cenário o Nano Server terá suporte a clusters rodando no Hyper-V e clusters de storage do tipo Scale-out File Server.

Como Funciona?

Foram removidos diversos componentes da versão Server Core como a camada GUI, o suporte a 32bits (WOW64) e pacotes MSI.

Pelo o que foi informado até agora, a administração do sistema será realizada através de PowerShell com o suporte do Windows Management Instrumentation (WMI) .

Suportará o desenvolvimento e administração de Workflow, integrando e operando diretamente com outras ferramentas da Microsoft como o Visual Studio e o System Center.

O que podemos esperar do Nano Server?

Uma solução que atenda aos requisitos atuais de computação em nuvem, através de uma versão do sistema com baixíssima utilização de processamento e voltada para DevOps.  Com isso a Microsoft compete em um nicho diferente da sua base atual de usuários.

O fato de seguir o” formato” contêiner é um grande diferencial dos sistemas atuais, no que tange a questão de segurança e também fará os desenvolvedores se sentirem em casa com o full support ao Visual Studio.

Conclusão

Como Nano Server é uma versão do Windows Server reestruturada, sua API será compatível com outras versões que estejam dentro do subconjunto de componentes incluídos, gerando uma integração entre ambientes de escalas diferentes, provendo convergência entre as estruturas que utilizam sua tecnologia de sistema para servidores.
Particularmente estou ansioso para o lançamento, teremos um ganho muito grande nos quesitos de automação e deploy, bem como, na segurança e disponibilidade dos serviços ali hospedados.