Esteja pronto para a fiscalização

Nós temos enviado e-mail’s, além de mantermos uma equipe de telemarketing ativa, ligando para todos os clientes cadastrados em nossa base de dados, avisando sobre ações de fiscalização antipirataria por parte da ABES BSA.

Este ano os fabricantes estão investindo pesado em fiscalização, cruzando dados de histórico de compra de sua base de dados, além das denúncias informadas através dos telefones das entidades supra citadas. Também estão recebendo bastante denúncias através do portal http://www.denunciepirataria.org.br.

Por isso incentivamos que nossos clientes revejam a sua metodologia de compra e administração de seus ativos de software. É muito importante que você tenha certeza que, em caso de uma fiscalização, você consiga comprovar a legalidade de todos os softwares que tem comprado.

Como fazer isso ?

O primeiro passo é rodar alguma boa ferramenta de inventário em sua rede, que consiga detectar todo o hardware e software instalado. Nós recomendamos fortemente o uso do MAP Toolkit, que é a mesma ferramenta que os órgãos de fiscalização usam.

Vídeo com apresentação do MAP Toolkit

Ele é simples de instalar porém extremamente eficiente, gerando relatórios detalhados sobre o que cada máquina em sua rede possui. Você pode ver um exemplo deste relatório através do link http://sdrv.ms/Xpq5dx.

Após obter o seu relatório de inventário, é necessário que consiga as comprovações de licenciamento para cruzar com as informações obtidas pelo inventário. Falando especificamente de licenciamento Microsoft, para cada tipo de licença temos um tipo de exigência diferente:

  • Licenças OEM – São as licenças que já vem instaladas nas máquinas. Você vai precisar da nota fiscal da máquina, que informe claramente a compra da licença em conjunto com o hardware. Além da nota, é muito importante que a máquina tenha a etiqueta com o chave de ativação colada no gabinete sem rasuras ou danificada.
  • Licenças de caixinha (FPP) – Precisa da mídia original e da nota fiscal da compra da licença.
  • Licenças por volume (Open, Open Value e OVS) – Precisa somente de um extrato de compra, que pode ser retirado pelo site VLSC (Volume Licensing Service Center). Não é obrigatória a apresentação da nota fiscal.

Não tenho mais as notas fiscais de compra de OEM e FPP

Nestes casos não tem o que fazer. Em caso de fiscalização, qualquer licença OEM ou FPP que não tenha comprovação através de nota fiscal, vai ser considerada ilegal por parte da fiscalização. A nossa orientação é, compre através de um licenciamento de volume e não vai ter esta dor de cabeça.

Evento sobre licenciamento

Teremos na próxima segunda feira às 17 horas, um evento online sobre licenciamento de software. O foco do evento é passar informações de como você pode encontrar formas mais baratas de manter a sua empresa licenciada e não ter mais preocupação com a fiscalização.

Mesmo que você não possa participar neste horário, se inscreva através deste link. O evento será gravado e disponibilizaremos a gravação para os que não puderem assistir.