Cluster de máquinas virtuais sobre compartilhamento de pasta SMB 3.0

Vida longa e próspera pessoal, hoje venho falar de uma incrível inovação que o Windows Server 2012 trouxe, que é a possibilidade de se montar um cluster de máquinas virtuais sem a necessidade de um storage tradicional (ISCSI ou Fiber Channel).

Primeiro, vamos analisar como era o modelo de HOST´s + STORAGE no Windows 2008 R2:

clip_image002

Com esse modelo, era necessário um storage Fiber Channel ou ISCSI para que os dois HOST´s tivessem acesso aos dados para armazenamento das máquinas virtuais. E através do CSV (cluster shared volumes) os dois HOST´s tem acesso às informações ao mesmo tempo, sem necessidade de criação de diversas LUN.

Porém, agora com o Windows Server 2012, surgiu uma nova opção (você ainda pode trabalhar com storages tradicionais), que é a possibilidade de se ter o armazenamento das máquinas virtuais em simples compartilhamentos de pastas de um servidor. Essa opção só se tornou possível com o novo protocolo SMB (server message block), que no Windows Server 2012 está na versão 3.0.

Vamos analisar a ilustração do novo modelo:

clip_image004

Observem que na figura acima temos 3 servidores com o Windows Server 2012. Dois trabalhando como HOST´s de virtualização e um como servidor de armazenamento. Esse modelo apresenta custo baixo em comparação à adoção de storage tradicional e também diminui o nível de complexidade da solução por completo. É muito mais fácil prover manutenção em um servidor Windows do que em um storage ISCSI ou Fiber Channel (que requerem profissional especializado).

Importante lembrar que não estou declarando o fim dos storage tradicionais, mas sim o nascimento de uma nova opção, principalmente para empresas de pequeno ou médio porte. O SMB 3.0 pode trazer diversas vantagens para a sua estratégia de armazenamento, inclusive somando forças com storage tradicionais.

Uma pergunta que com certeza devem estar querendo fazer é: E a performance disso?

Bom, o protocolo SMB 3.0 é simples de se utilizar (na verdade é nativo no Windows Server 2012, você não precisa habilitar nada), mas não subestime o poder de transferência que ele pode oferecer.

Por exemplo, nesse mesmo cenário acima, eu poderia definir uma estratégia de balanceamento com várias placas de rede em TIMES (agrupamentos de interfaces de redes, disponível no Windows Server 2012):

clip_image006

Essa configuração é totalmente suportada pelo SMB 3.0 e facilmente efetuada através do gerenciador do servidor no Windows Server 2012. E essa é somente uma das vantagens que comentei sobre o SMB 3.0. Para saber todas, sugiro o site: http://support.microsoft.com/kb/2709568/en-us?fr=1

A solução que desenhei acima suporta todos os recursos de um cluster de máquinas virtuais: Live Migration simultâneo, Réplica entre clusters, Fail Over automático, etc. Não existe limitação ou diferença. E a performance fica ao seus cuidados. Quanto mais investir, mais terá!

Por exemplo, poderia colocar neste mesmo servidor vários discos em um Pool de discos (técnica de agrupamento de discos presente no Windows Server 2012) e apresentar um volume em Simples, em Paridade ou Espelhado para o cluster:

clip_image008

No exemplo acima eu utilizei o recurso de Pool de Discos e criei um volume em paridade com 3 discos. Esse volume pode ser apresentado ao cluster para armazentamento de máquinas virtuais.

Vídeo demonstração:

Conclusão final:

Como falei anteriormente, não é o fim dos storages tradicionais. Muito pelo contrário, o SMB 3.0 traz excelente vantagens par ao uso em conjunto com soluções de SAN e NAS disponíveis no mercado. O que eu apresentei é uma nova opção para criar o seu cluster de máquinas virtuais. Para pequenas e médias empresas os modelos que ilustrei aqui podem representar uma redução de custos de até 70% em relação à uma solução tradicional de armazenamento para a criação de um cluster de máquinas virtuais.

Espero que tenham gostado, até o próximo post da Windows Server League!

Para mais informações sobre o Windows Server 2012, clique aqui.

clip_image010

  • Alberto Jr.

    Caro Rafael, boa tarde!
    Meus parabéns! Seus posts são muito bons e de grande utilidade!
    Acompanho diariamente seu trabalho! Parabéns mais uma vez!
    Só uma dúvida…!
    Existe alguma maneira de fazer Cluster sem Domínio AD?
    Obrigado mais uma vez!
    Abraços!
    Alberto Jr.

    • Olá!

      Infelizmente não dá! Por causa dos registros no DNS.
      Quem sabe algum dia eu descubra algo 😉

  • A todos do CooperaTI…
    Navegando pela internet, descobri que já saiu uma versão estável do samba 4.
    Link:http://www.samba.org/samba/history/samba-4.0.0.html
    É só acesssar e…
    Viva a liberdade.
    Marcos Dunguel

  • Ótimo Post Rafael.

    Muito bom esse recurso do SMB 3.0, se juntar com Deduplication, fica insuperável rsrs !! =)

    Abraços

  • Ramon

    Olá Rafael parabéns pelo post….Referente ao Hyper-V Server você pode criar um vídeo demonstrando como criar Máquinas Virtuais com ele…abraço!!!

    Obs.: Sem interface grática²

    • Valeu!

      Eu já fiz essa demo em vários outros vídeos. Só não fiz um vídeo exclusivamente para isso!
      Procura aí que vai ver como criar as VMs em powershell.

  • Excelente post Bernardes!!!
    Lendo sobre esses cenários me veio algo. Como seria para ter uma redundancia de storages, de modo que eu possa ter uma mesma estrutura em um site de backup em uma espécie de cluster tanto de servidor quanto de storage. Seria algo tipo ter uma matriz da empresa onde lá tenho meu servidor usando um storage localmente. Em uma outra filial tenho outro servidor com outro storage sendo réplicas da matriz. Um dia o prédio da matriz desaba, explode, alga, sei lá, qualquer coisa que danifique totalmente servidor e storage. Nesse caso o servidor e storage da filial assumiram as funções e o sistema continuaria funcionando. Deu para entender? Como não sou muito experiente com storages e ambiente de cluster não sei se essa replicação entre storages é possível via Windows, ou via software proprietário do fabricante do storage.
    Gostei deste tema e esse post me fez pensar em vários cenários, e pretendo pesquisar mais sobre o tema.

    Grato pela ajuda
    e mais uma vez Parabéns pelo trabalho de vocês do Cooperati!!!

    • Sim,
      Você pode fazer um cluster de servidores de arquivos também! Ou usar as próprias características dos storages tradicionais (alguns oferecem a replicação).

  • Maravilha!!!

    Essa configuração é bem menos complicada e mais rápido na sua implementação!!!

    Abração

  • Muito bom!!!
    Para utilizar HA (Alta disponibilidade) ou mudar a VM sem interromper os serviço (Live motion) tenho que comprar o System Center ou esse recursos foram incorporados no Windows 2012?

    • Cara, acho que te conheço. Com esse nome, não podem haver dois, rsrsrs
      Você trabalhou na Wnet?

      E não precisa de licença extra PARA NAAAAAADA no Hyper-V. O SC é somente para gerenciamento aprimorado (dá para viver sem ele)

  • Almir

    Rafael, sabe se haverá suporte para Failover Transparente com compartilhamento SMB 3.0 para os clientes anteriores ao Windows 8?

  • Ótimo post, parabéns. Irei simular isso em meu ambiente de laboratório.

  • Felipe Augusto

    Rafael, parabéns pelo post!

    Minha duvida é como fazer para ter redundância ou alta-disponibilidade do SMB 3.0, pois caso um servidor fique off como o outro assumiria?

    Abraços

    • Olá Felipe,

      A alta disponibilidade de um servidor de arquivos se dá colocando ele também em cluster 😉

      Um esquema completo fica assim: Cluster (de storage pool) -> Cluster (de servidor de arquivos smb 3) -> Cluster (Hyper-v, SQL, etc)

  • Fernando Gallotta

    Prezado Rafael Bernardes, seus ensinamentos são fantásticos e estão me auxiliando muito. Assumi há pouco o cargo de gestor de TI em uma empresa de pequeno porte e vislumbro para cá fazer um ambiente de Alta Disponibilidade com o Storage sobre Hyper-V Server Core, em SMB 3.0 conforme você indica.

    Porém está ocorrendo um problema. Estou pesquisando há mais de 40 dias e não encontro a solução e já prometi para meu chefe apresentar o LAB funcionando até o dia 20 deste mês.

    Já refiz seis vezes todo o LAB, absolutamente tudo e não consigo criar uma máquina virtual sobre SMB 3.0. Está sempre dando o Erro geral de acesso negado (0x80070005).

    Já revisei e refiz todas as permissões NTFS e compartilhamentos, inclusive adicionando a opção de controle total para Everyone e NADA…

    Por favor… não sei mais o que fazer. Pode me ajudar?

    • Fernando Gallotta

      Apenas complementando…

      Informa Falha na operação:

      O usuário ‘PRADOECIA\FernandoGallotta’ não pode criar um repositório de configuração externo em ‘\\hypv-storage\vms\vmteste2’: Erro geral de Acesso negado. (0x80070005)

      Na máquina do Storage estou com todas as permissões que vc solicitou e mais a Everyone com controle total.

  • Leandro Bramusse

    Boa tarde a todos.
    Rafael, tenho uma dúvida a respeito da implantação de um Cluster para um cliente e gostaria de uma ajuda sua se possível.
    Bom, é o seguinte, este cliente tem 3 servidores DELL porém com configurações diferentes, pretendo colocar uma dessas máquina para fazer o serviço do Storage mas estou na dúvida onde devo colocar a máquina com a melhor configuração. Esta máquina deve ficar para o Servidor 01 ou para o Storage? onde terá mais necessidade de processamento?
    A estrutura é para disponibilizar arquivos e um sistema com banco de dados SQL.
    Grato pela atenção.