Linux Essentials – Sua primeira Certificação Linux

 Hoje, no mundo da TI, existe uma enorme discussão entre o que vale mais: você ter uma  certificação ou você ter uma faculdade? Cada qual tem a sua importância para o que você quer da sua carreira. Mas esse artigo hoje não discutirá o que é melhor, pois já existem vários artigos sobre o mesmo “rodando” na internet, e também não será voltado para profissionais que já estão na ativa, mas sim para quem está pensando entrar nessa área e está no dilema da pergunta acima.

Recentemente a LPI (Linux Professional Institute), a renomada instituição que emite certificados para o mundo Linux, tais como os certificados LPIC níveis I, II e III, lançou uma versão não-profissional chamada Linux Essentials.

Mas para que uma instituição como ela iria querer lançar um certificado que não teria validade para profissionais? A resposta é simples: Uma das respostas dadas para a pergunta do inicio também vale para essa, hoje muitos optam por tirar uma certificação para conseguir um ingresso mais rápido no mercado e pensando nesse público alvo ela lançou essa certificação, mas para ajudar com a nossa resposta vamos a um cenário bastante comum hoje no mercado de trabalho.

Um jovem entre 15 e 20 anos buscando uma vaga de estágio em alguma empresa para iniciar sua carreira. Como todos sabem quando estamos nessa época os currículos não tem muita diferença dos outros candidatos sem experiência e geralmente esse individuo nunca disputa uma vaga de estagio somente com candidatos do mesmo nível que ele, exceto quando existe o requisito do mesmo na vaga, com isso tornando a vida mais difícil.

O que seria um diferencial para ele ganhar uma vaga de estagio sem ter experiência? Demonstrar que possui o conhecimento básico necessario para a vaga. Porque óbvio que conhecimento profissional ele não teria. Mas como ele demonstraria que possui esses conhecimentos básicos? Através de uma certificação, mas se ele chegar com uma certificação de nível profissional como a LPIC I, talvez seu currículo fosse descartado por ser “bom de mais” para a vaga, além do mais outro problema seria, como uma pessoa que nunca trabalhou pode ter essa certificação profissional? Então a Linux Essentials cobre essa lacuna, pois por não ser de nível profissional, o candidato demonstra que sabe do assunto, sem colocar o currículo no caso “bom demais”.

E por que a Linux Essentials é tratada como uma certificação não-profissional? A resposta também é simples: ela cobre assuntos básicos do mundo Linux, tais como: a evolução da plataforma, diferença de distros, como usar as linhas de comandos para executar tarefas básicas, sem contar as partes de manutenção, como usar um sistema desktop e procurar ajuda do mesmo e com isso certificar que a pessoa possui os conhecimentos básicos da plataforma.

Por isso que se você se enquadra no exemplo acima é uma boa ideia pensar em tirar essa certificação, mas ela também é voltada para outro público alvo que é para professores de cursos, que podem demonstrar também que possuem o conteúdo para ministrar o curso em questão.

Outro diferencial dessa certificação para outras é o preço, a LPIC I custa US120,00 quanto a Linux Essentials custo US50,00 se formos convertemos para o Real hoje elas sairiam respectivamente R$217,00 R$ 90,00( dólar cotado a 1,80), uma boa diferença, para inicio de carreira não?

Mas lembre-se cursos, faculdades e certificações ajudam a comprovar, mas o que faz o diferencial para a sua carreira e o seu conhecimento e para adquiri-lo sempre tenha boa vontade de aprender.

PS: Mais informações em: http://www.lpi.org/linux-certifications/intro-programs/linux-essentials

Artigo enviado pelo colaborador Laerte Costa, ele é Analista de Suporte com experiência na área, possui Certificação Microsoft Certified System Administrator (MCSA) e pode ser contatado nas redes sociais pelos seguintes endereços: twitter: @laerte_hc, facebook: facebook.com/laerte.henrique

  • Parabéns Wagner mais uma vez pelos ótimos posts que você e a equipe Cooperati vem produzindo, ótimo material e sempre bem interessante as matérias!

  • Bruno Cruz

    Wagner, me diz uma coisa: É comum ver um profissional com certificação Linux e Microsoft? O que você acha sobre isso?

    • Bruno,

      Comum não é, mas é muito importante profissionais que dominem ambos os sistemas, nem todo mundo tem pessoas como Rafael, Lauff e Finet pra ajudar como eu tenho…hehehe
      Mas mesmo assim eu estudo os produtos da Microsoft pois o bom profissional deve saber o máximo sobre as tecnologias que compõe seu ramo.

      • Bruno Cruz

        Legal!! interessante!

  • João Batista

    Olá,

    Sou um profissional de redes, minha maior “deficiencia” é o linux, sou totalmente iniciante na área, eu quero iniciar meus estudos em linux, posso utilizar o conteúdo das certificações para iniciar os estudos e logo após fazer os exames das certificações ou primeiro devo aprender linux e depois partir para as certificações?

    Obrigado.

    • João, você pode utilizar a certificação para iniciar os estudos, o conteúdo é simples e de fácil entendimento, ai você consegue 2 objetivos de uma vez, que é aprender e comprovar que sabe.

      PS: mas não pare somente nos estudos de certificação, Linux tem muito mais coisa que não é cobrado nas certificações 😉

  • Fabio Prates

    Pessoal,
    O exame LINUX ESSENTIALS é somente em inglês?
    Será que existe pelo menos algum material de estudos em português?
    Att, Fábio