Iniciando o Sistema por um LiveCD

Muitas vezes nos deparamos com problemas que impedem de iniciarmos nosso Sistema, seja problemas no processo Init, problemas com o kernel(erros de compilação ou arquivo corrompido) e até a perda do gerenciador de Boot(geralmente após instalar o Windows ;-)).

Para contornar esses problemas e reparar o sistema podemos usar um LiveCD de alguma distribuição Linux, desde que seja compatível com a arquitetura do seu sistema(32 ou 64 bits), para iniciar o disco e fazer os reparos.

Erros no sistema de arquivos (filesystem), impossibilidade de carregar o init ou ter perdido o gerenciador de boot (instalando outro sistema por cima), presumindo que seu HD seja o dispositivo /dev/sda, basta iniciar o sistema com um CD de instalação ou um LiveCD de Linux e seguir os seguinte passos:

• executar o sistema de instalação até carregar o particionador, ou o LiveCD até o ter um shell
• criar um diretório para montar o disco do sistema;
• executar o comando de chroot para mudar o raiz do sistema para o diretório montado;
• executar o reparo do sistema;
• sair do chroot;
• reiniciar o computador.

Já estando com o sistema no CD executado e o disco identificado, veja o seguinte exemplo:

debian:~# mkdir /mnt/sistema
debian:~# mount /dev/sda1 /mnt/sistema
debian:~# mount -t proc none /mnt/sistema/proc
debian:~# mount -o bind /dev/ /mnt/sistema/dev
debian:~# chroot /mnt/sistema /bin/bash
debian:~# grep -v rootfs /proc/mounts > /etc/mtab
debian:~# grub-install /dev/sda
debian:~# exit
debian:~# umount /mnt/sistema/proc
debian:~# umount /mnt/sistema/dev
debian:~# umount /mnt/sistema
debian:~# reboot

Resumo do que foi feito:
1 – Criou o ponto de montagem;
2 – Montou a partição no ponto de montagem;
3 – Montou o /proc para ter acesso às informações do kernel;
4 – Associou o /dev (dispositivos detectados no boot)do CD com o /dev/ do disco de sistema;
5 – Transferiu o sistema raiz do CD para a partição montada, no terminal em que você está o sistema será executado a partir do disco e não do CD, e executou o /bin/bash(shell padrão) ao fazer o chroot;
6 – Colocou no mtab a informação da partição raiz montada;
7 – Instalou o Grub na MBR no modo não interativo. Neste ponto pode ser feito qualquer coisa, desde trocar a senha do administrador, iniciar o serviço de rede e até instalar pacotes(como um novo kernel por exemplo);
8 – Saiu do ambiente de chroot;
9 – Desmontou o /proc;
10 – Desmontou o /dev;
11 – Desmontou a partição do sistema;
12 – Reiniciou o computador.

Apesar de usar o método no exemplo para regravar a MBR é possível executar quase todos os comandos e serviços em um computador que foi inicializado a partir do CD e transportado para o sistema instalado em disco.

Não se esqueça de assinar nosso portal.